Moradores denuncia que situação ocorre há pelo menos quatro anos. No Residencial Salvação, obra do Minha Casa Minha Vida, não há fossas.

Os moradores do Residencial Salvação, localizado em Santarém, no oeste do Pará, amanheceram nesta quinta-feira (28) com uma “surpresa nada agradável”, isso porque, as fezes que saem dos banheiros das casas foram parar no meio da rua.

A situação foi registrada na avenida Pardal esquina com a travessa Jucupiranga após a chuva que caiu durante a madrugada. Segundo moradores, esta não é a primeira vez que a situação acontece, e não atinge apenas este ponto do residencial.

Ocorre que no complexo habitacional as casas não têm fossas, por esse motivo, os moradores usam o banheiro, puxam a descarga e os dejetos são despejados na rede de esgotamento sanitário, que é interligada à ETE Mapiri. A água servida escorre pelas calçadas e não chega até as galerias, entupidas pelo lixo doméstico.

“Acordar com cheiro de m** é horrível. A chuva que deu, ‘taí” a situação que ficou a rua”, disse Charles Batista, morador do Residencial.

Água servida escorre pelas calçadas do Residencial — Foto: Ramon Azevedo/TV Tapajós

Os dejetos que estavam na rua, além de exalarem mau cheiro oferecem riscos à saúde da população. A presidente da associação comunitária do residencial, Valquíria Santos, ressalta que falta consciência aos moradores que descartam o lixo inadequadamente, o que agrava os problemas em dias chuvosos.

“Peço aos moradores que cuidem do seu lixo porque o que vai para rua entope as galerias. O lixo espalhado na rua já é ruim, ainda mais fezes derramadas no asfalto”, destacou a representante da associação.

No Residencial Salvação moram mais de 3 mil famílias; cerca de 17 mil moradores. As casas foram entregues à população em 2015.

Em nota, a Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) informou que o serviço já está na programação e deve ser feito em até cinco dias. Segundo a Companhia, é importante que os moradores do Residencial não joguem resíduos sólidos no vaso sanitário, afim de evitar entupimentos na rede de esgoto.

O g1 solicitou esclarecimentos a Cosanpa e a Prefeitura de Santarém sobre questões mencionadas na reportagem.

Com as informações do g1 Santarém e Região – PA.

Fotos: Reprodução.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *