A doadora contou que a doação é fruto de uma promessa feita a Nossa Senhora da Conceição, pela cura de um câncer de mama.

Durante missa realizada na catedral metropolitana de Santarém, Oeste do Pará, na noite de domingo (31) foi apresentado à comunidade católica pela Diretoria da Festa de Nossa Senhora da Conceição, o manto que será usado na imagem no dia 28 de novembro, dia do Círio da padroeira da arquidiocese de Santarém.

A enfermeira Maria Madalena Pereira Coelho foi escolhida para doar o manto desse ano, levando em consideração o importante trabalho de combate à pandemia de Covid-19.

A doadora contou que a doação é fruto de uma promessa feita a Nossa Senhora da Conceição, para que intercedesse a seu filho Jesus para curar a enfermeira de um câncer de mama. Ela também agradece à padroeira dos católicos santarenos por lhe guiar durante a pandemia em seu trabalho, que foi o de cuidar, como enfermeira, de muitos pacientes que necessitavam não somente dos remédios do corpo, mas também da cura de suas almas.

A fiel devota santarena pede que Maria continue intercedendo pela vida e saúde de sua família, de seus irmãos e irmãs e de todos os santarenos que colaboram com a festividade. E de modo especial, agradece à Diretoria da Festa por ter concedido a ela a oportunidade de cumprir a sua promessa, feita desde a cura do câncer, em 1989.

Elaborado em conformidade com o tema do Círio 2021 “Maria, mãe de Jesus, esposa de José”, o manto foi confeccionado em zibeline de seda pura na cor azul sereno com acabamento em bordado barroco dourado.

Ao centro, ostenta sobre o céu azul o Sagrado Coração de Jesus, o Imaculado Coração de Maria e o Castíssimo Coração de José. Trabalhados em veludo rubro, os divinos corações estão ornados com pedras semi-preciosas como quartzo de citrino, turmalina rosa e zircônia vermelha, simbolizando a realeza e a dignidade que resplandece nas virtudes cristãs.

Do Sacratíssimo Coração de Jesus saem raios de cristais tchecos que permeiam os Corações de Nossa Senhora e de São José, ressaltando a esponsal união da família de Nazaré, onde o próprio Deus quis nascer para salvar a humanidade.

Os arabescos dourados que contornam o manto surgem a partir do centro, em um enlace de Rosas Marianas e dos Lírios de São José que se estende por toda a orla do manto, assim como as graças de Deus que chegam aos fiéis devotos que o tocam nessa parte.

Para compor o conjunto, as mangas, que simbolizam o serviço e a humildade da Virgem Maria, foram confeccionadas em laise de algodão puro com acabamento de punho francês e arrematadas com abotoaduras de pérola e brilhantes.

O véu, confeccionado em duas rendas distintas, tule de algodão e tule francês, traz bordado ao centro o brasão da Arquidiocese de Santarém afirmando, portanto, o reinado de Nossa Senhora sobre a cidade a ela consagrada.

Nas pontas do manto, os arabescos dourados emolduram o monograma mariano bordado em fio-de-ouro, cujo é sustentado pelas rosas e o lírio que destacam a pedra de ametista, usada na antiguidade pela Igreja como símbolo da castidade pelo clero e da fidelidade a Jesus Cristo pelos reis e rainhas, pois a sua cor simboliza o poder divino.

Sob a luz dos corações divinos, encham-se os nossos e de nossas famílias do amor por Deus Nosso Senhor, pela Virgem Santíssima e pelo Glorioso Patriarca São José.

Ficha técnica: Concepção artística e execução: Felipe e Rosany Corrêa

Bordados: Caroline Lima

Fonte g1 Santarém e Região – PA

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *