Esquema com licitações fantasmas de materiais de construção envolvia funcionários públicos, empresários e agentes políticos. Verbas federais eram transferidas diretamente para conta dos envolvidos.

Um grupo criminoso que agiu entre os anos de 2018 e 2020 em Almeirim, no oeste do Pará, é alvo da operação “Autolykos” da Polícia Federal, que tem objetivo de combater o desvio de verbas federais. A operação foi deflagrada nesta quarta-feira (17).

Os crimes investigados no Inquérito Policial correspondente são de Corrupção Passiva e Ativa, peculato e Fraude a Licitação, cujas penas somadas ultrapassam 30 anos de prisão.

Operação “Autolykos

O nome da operação remonta ao personagem da mitologia grega Autolykos, filho do deus Hermes e Quíone, tido como o mais formidável ladino, obtendo grandes façanhas, como roubar o próprio Zeus.

Fonte: g1 Santarém e Região – PA.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *