A produção trata do resgate de moradores e moradoras da região de Juruti Velho, quando estes ocuparam a base da multinacional Alcoa, no ano de 2009.

A mediação será feita pelo coordenador de Cultura da DCC/Procce, João Ricardo. O debate vai contar com a participação de: Ana Beatriz Reis, professora da Ufopa; Lincon Aguiar, do Núcleo de Assessoria Jurídica Popular Universitária (Najup/Ufopa); e João Albuquerque, diretor de cinema.

Sobre o documentário

O documentário situa-se no Projeto de Assentamento Agroextrativista Juruti Velho (PAE), na vila Muirapinima, da cidade de Juruti, Oeste do Pará.

No processo de introdução de novas atividades econômicas no território, que se contrapõem ao modo de vida das populações tradicionais, ocorrem movimentos de resistência para impedir a expansão dessas operações.

A produção trata do resgate de moradores e moradoras da região de Juruti Velho, quando estes ocuparam a base da multinacional Alcoa, no ano de 2009. É feito por meio das memórias daqueles que estiveram presentes. Foi uma ocupação com planejamento de 3 dias e que durou 9 dias e 9 noites.

Para ter acesso ao filme é necessário fazer inscrição em formulário online neste link até esta terça-feira (25). O link do filme será enviado a partir da inscrição.

Haverá certificado de participação.

Fonte: g1 Santarém e Região — PA

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.